Solange Aparecida Alves

Na Cooperbau, Solange Alves aprendeu o valor da reciclagem

Associada da ASCAM já passou fome e descobriu no meio ambiente uma causa pela qual lutar

Ela prefere trabalhar em silêncio e sem interrupções. Sempre concentrada, Solange Aparecida Alves, de 60 anos, leva o trabalho a sério, e não apenas fica de olho em sua própria atividade, como também na dos demais cooperados da Cooperbau (Cooperativa de Recicladores de Resíduos de Bauru). Para os colegas, a associada da ASCAM é um modelo de profissionalismo.

Solange nasceu em Araçatuba, em 1960, e atravessou a infância quase sem perceber. Hoje em dia prefere não se lembrar daquela época, na qual se alimentava apenas de biju feito no forno à lenha e café porque não havia dinheiro para mais. Seu pai era ferroviário, e, em 1976, mudou-se com a família para Bauru por conta de uma transferência no emprego. Tão logo chegou à cidade, ela engravidou e teve de abandonar os estudos para lutar pela criação da filha.

Mãe solteira, passou mais alguns anos vivendo com os pais antes de se casar pela primeira vez, aos 19. Com o marido, com quem viveu por quase uma década, teve mais 4 filhos e, além de cuidar da casa e da família, passou a trabalhar como auxiliar de limpeza em mercados e hospitais.

Em 2011, com o fechamento de uma antiga firma, Solange chegou à Cooperbau em busca de emprego. No início, não sabia separar os materiais e ainda não tinha a habilidade que desenvolveu ao longo desses 9 anos. A reciclagem deu um novo significado para a sua vida e seu trabalho, que passou a ser mais que apenas o sustento financeiro e se tornou uma causa pela qual lutar. Em relação à cooperativa, ela afirma: “Eu gosto daqui. Trabalho na esteira, mas foi onde aprendi tudo”.

Quando questionada sobre os planos para o futuro, a associada da ASCAM diz que pretende sair em busca de um novo amor. Alguém que a cuide quando a velhice chegar e de quem ela também possa tomar conta. Enquanto isso, segue preenchendo os dias com a reciclagem, sempre transmitindo aos outros seu conhecimento.

É necessário perceber que Solange já venceu muitas batalhas na vida e que, junto de sua história, está a história da Cooperbau. Ela, que atravessou as adversidades da vida, escreveu a própria fábula de superação.