Sob gestão da Ascam, Ecopontos recebem mais de 1,44 milhão de quilos de recicláveis

Com 1 ano recém-completados sob a gestão da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Bauru e Região (Ascam), os oito Ecopontos municipais atingiram a marca de 1.447.209 quilos de resíduos recicláveis recebidos.

O montante equivale ao período de novembro de 2019 a outubro de 2020 e somente se tornou passível de apuração desde que a Ascam implantou um sistema de registro para controle de atendimentos.

As fichas, preenchidas pelos catadores de recicláveis associados à Ascam e atuantes nos Ecopontos, foi uma das muitas melhorias implantadas pela associação desde que assumiu efetivamente a gestão das unidades, em 13 de novembro do ano passado.

Outras melhorias envolveram a reforma dos oito Ecopontos, que passaram a ter nova pintura, novo revestimento de solo, paisagismo e placas de sinalização externas e internas, orientando as quantidades, os locais de depósito de recicláveis, volumosos, massa verde e resíduos de construção civil.

As placas também passaram a informar o novo horário de funcionamento das unidades: ampliado, das 7h às 19h, de segunda a sábado, e sem fechar aos domingos e feriados, quando operam das 8h às 16h.

O horário estendido e aplicado a sete dias da semana, aliás, resultou em aumento expressivo de atendimento à população. Foram 189.999 atendimentos nos 12 primeiros meses de gestão da Ascam, quantidade bem superior aos 10.555 atendimentos realizados nas unidades entre 1º de janeiro de 2018 até 6 de novembro de 2019, segundo dados da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma).

Para Gisele Moretti, presidente da Ascam, os dados dão mostra de que a atuação da Ascam à frente dos Ecopontos resultou em muitos ganhos para o meio ambiente da cidade. Passamos a ter certeza de que o resíduo, em toda sua cadeia, precisa ter gestão. Uma cidade com gestão de resíduos sólidos polui menos, emancipa as pessoas, gera renda, entre outros fatores”, afirma.

Com a renovação de contrato de gestão dos Ecopontos da Ascam pela Prefeitura para mais um ano, a expectativa é implementar outras melhorias. “Por ser a primeira gestão, foi um grande aprendizado e nos deu uma base muito boa para sabermos onde melhorar, como, por exemplo, na questão logística”, adianta Gisele.

Com ações de educação ambiental, qualidade dos resíduos melhorou

As ações de educação ambiental são outra marca da atuação da Ascam à frente da gestão dos Ecopontos de Bauru. Por meio da produção de materiais educativos, instrucionais e informativos veiculados pelas mídias sociais e pelo site da associação e com o apoio da imprensa bauruense, foi possível observar a qualificação dos resíduos destinados.

“A qualidade e a quantidade do material aumentaram expressivamente”, afirma Gisele Moretti, de 52 anos, presidente da Ascam.

Por qualidade entende-se material reciclável sem resíduos de comida, óleos ou misturado a itens de higiene pessoal e ainda itens previamente segregados por tipo de produto, como plásticos, vidros, papéis, entre outros.

“Melhorou muito depois dos Ecopontos. Antes o material vinha todo bagunçado. Agora vem tudo organizado”, diz Claudemir Gomes do Nascimento, que atua na Eco Recicla e é associado da Ascam.

Kelly Caetano Faustino, de 39 anos, que atua na Cooperbau e é associada à Ascam, concorda. “Antes, na esteira, vinha muito animal morto, material hospitalar, vidro quebrado. Com os Ecopontos administrados pela Ascam, o material que a gente recebe melhorou muito”, conta.

Bruna Fernandes Diniz, cooperada à Coopeco e associada à Ascam, celebra o aumento na quantidade de resíduos recicláveis destinados às cooperativas a partir dos Ecopontos. “O que melhorou bastante foi o volume de reciclável. A cooperativa começou a receber bastante material e melhorou muito a nossa renda”, afirma.

Para Gisele, ações de educação ambiental sensibilizam a população sobre a importância de realizar a separação e a destinação correta de recicláveis, contribuindo para o papel de todos em relação à preservação do meio ambiente e gerando renda. “A informação realmente transforma”, garante. Os materiais educativos, instrucionais e informativos veiculados nas redes sociais da Ascam chegaram a 429.805 pessoas, de acordo com dados do Facebook , Instagram e LinkedIn relativos a novembro de 2019 a novembro de 2020.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.